DSC00440

 

Texto e fotos: Jaime Bórquez

 

Ninguém duvida que a capital da Espanha é um destino mais do que interessante. Aqui se mistura história, cultura, tradições e boa mesa, possivelmente umas das melhores da Europa. Resta aquela dúvida cruel e complicada de responder, se come melhor na Espanha ou na França?

 

Em estrito rigor, o páreo pode ser dado como empate e tem que se levar em conta que a culinária dos dois países é rica em produtos, mas em preparações há uma diferença abissal. Cremes, molhos e patês em uma, caldos, cozidos e preparações mais caseiras, mas não por isso menos deliciosas, na outra.

 

Nenhuma visita a Madri estará completa sem dar rédea aos prazeres da boa mesa. Um bom lugar para provar a variada gastronomia espanhola é o Mercado San Miguel. O lugar tem história. Em 1835, era uma feira ao ar livre e se decidiu cobri-la, para melhorar a imagem e a ordem na praça. Mas, além de ganhar um teto e tapumes, o mercado continuou sendo a típica feira, sem estética alguma.

 

Em 1911, o arquiteto Alfonso Dubé y Diez ficou encarregado de fazer do San Miguel um mercado exemplar, com estrutura de ferro fundido, muito na moda nesses anos. A obra levou cinco anos para ser terminada. Recentemente, se remodelou e modernizou, transformando-se num verdadeiro altar da culinária espanhola.

 

DSC00424

 

O bom é que aqui as porções são pequenas, podendo o visitante fazer um vôo rasante pelo que há de melhor na mesa hispânica. Judias, callitos, setas, percebes, calamares, almejas, jamones, navajuelas, erizos, mollejas, solomillos, jabalí, carnes de caça e mais centos de produtos, preparados como só os espanhóis sabem fazer.

 

DSC00427

DSC00435 DSC00434

DSC00428

 

O Mercado San Miguel quer ser o centro da cultura culinária, e com certeza o está conseguindo. Quem gosta dos prazeres da boa mesa, este aqui é um passeio imperdível!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar