Evento completa 5 anos na cidade, entra para o calendário de eventos municipais e neste ano tem aprovação da Lei de Incentivo ao Turismo em três etapas que prometem desafios e lindas paisagens

001

Etapa Mariquinha 2017: Um dos pontos turísticos eleitos em consulta ao público foi palco da Corrida na Roça em 2017. Foto: Divulgação

 

No dia 15 de agosto, acontecerá a primeira etapa da Corrida na Roça, evento promovido pela Cavali Pró Evento e já consagrado entre os atletas. A corrida chega ao quinto ano consecutivo, e, além do desafio, neste ano serão três etapas, com intervalo de aproximadamente 30 dias entre elas, e mais diversidade de lugares, que foram escolhidos cuidadosamente pelos organizadores.

 

Na programação os participantes podem se inscrever na corrida de 7 quilômetros ou na caminhada de 5 quilômetros e ainda há a Corrida Kid’s para movimentar também as crianças.

 

O evento chama atenção cada vez mais pelo incentivo à superação, com trajetos diversificados e nada fáceis, mas cheios de emoção. Além de saúde, esporte, qualidade de vida e aventura, as três etapas deste ano ocorrerão em atrativos turísticos que são cartões postais da cidade de Ponta Grossa, e uma das etapas em uma área rural que pela primeira vez receberá um evento deste porte e com objetivo tão nobre, que é proporcionar diversão, saúde e lazer.

 

012

Etapa Cerradinho 2021: A última Corrida na Roça foi no mês de junho de 2021 na localidade rural do Cerradinho, Distrito de Itaiacoca. Foto: Divulgação

 

Mariquinha

 

No dia 15 de agosto acontecerá a etapa Cachoeira da Mariquinha, que é um dos mais prestigiados atrativos turísticos da cidade, e fica a 30 quilômetros do Centro, localizada no Distrito de Itaiacoca. A recompensa é uma cascata de 30 metros de altura em harmonia total com a natureza. O local já tem trilhas em mata nativa, que integram o trajeto da corrida e para os aventureiros que querem conhecer mais da estrutura, tem área para acampamentos.

 

Quem quiser explorar mais a região, o Distrito de Itaiacoca ainda oferece outras opções de lazer com locais para almoço em família ou happy hour, para dar aquela esticada depois do desafio.

 

Uvaia

 

No dia 26 de setembro acontecerá a segunda etapa da Corrida na Roça 2021, e vai ser no Distrito de Uvaia, com largada e chegada a partir da Capela Santíssima Trindade, que é uma das principais referências na região. Parte do trajeto da corrida é conhecida entre grupos de ciclistas da cidade, mas pela primeira vez será palco de uma corrida que vai movimentar centenas de participantes.

 

O trajeto da corrida e da caminhada vai garantir desafio entre trechos com dificuldade, mas que serão recompensados, em cada instante, pelas exuberantes paisagens às margens do Rio Tibagi.

 

Rio São Jorge

 

No dia 24 de outubro, a terceira etapa fechará com chave de ouro a Corrida na Roça 2021, e o cenário desta vez será a Cachoeira do Rio São Jorge, outro ponto turístico importante na cidade e cheio de desafios aos atletas. O local é formado por paredões e possui diversas quedas d’água, deslizando por rochas que formam belas cachoeiras. E além das cachoeiras do Rio São Jorge, o trajeto ainda vai proporcionar aos participantes momentos de contemplação à Represa do Alagados, outro cenário ímpar da região dos Campos Gerais.

 

De acordo com o proprietário da Cavali Pró Eventos, Alexyan de Lucca Cavali, a Corrida na Roça envolve atividades de atletismo e corrida de aventura, com obstáculos naturais. “Não há qualquer interferência nas trilhas, apenas sinalização e algumas placas de orientação, pontos de hidratação aos participantes, e as provas são cheias de emoção, com subidas em diferentes inclinações, descidas, pequenos riachos, grama, terra batida, conforme as características naturais de cada região e as paisagens encantadoras que proporcionam desafio, saúde e lazer ao mesmo tempo”.

 

Protocolo de prevenção

 

Em todas as etapas, além do atendimento emergencial, em caso de necessidade, garantido aos atletas, com ambulâncias em pontos estratégicos do trajeto, o evento traz rigoroso protocolo de prevenção em relação às medidas de contenção à Covid 19.

 

“Não haverá aglomerações, a largada será escalonada, ocorrendo com intervalos de 10 minutos para cada pequeno grupo, conforme horários pré definidos por categoria, e isso está muito organizado com um plano de largada”, explica Denise Martins, uma das organizadoras.

 

Além disso, haverá aferição de temperatura, disponibilização de álcool gel e máscaras e ainda a hidratação dos participantes e também a entrega de frutas, como é de costume no final da corrida, também cumprem o protocolo de prevenção, com tudo bem embalado e higienizado.

 

“Só participa quem estiver de máscara”, alerta. Outra providência, com relação ao protocolo de prevenção, é que não haverá cerimônia de entrega da premiação, para que não ocorra concentração de pessoas. Os resultados serão divulgados logo ao final das provas, e os troféus aos vencedores serão entregues na loja Treme Terra, do Shopping Palladium em Ponta Grossa, a partir do dia seguinte a cada evento. Aos participantes de outras cidades, a premiação será enviada pelos Correios.

 

Inovação

 

Além da premiação individual, este ano a inovação fica por conta das premiações por equipes. O grupo com maior número de inscritos, ao fim das três etapas, receberá uma tenda inflável personalizada. “Haverá soma de pontos para a equipe, conforme a classificação dos atletas, por isso dessa vez é bastante importante indicar o nome da equipe no momento da inscrição”, reforça Denise.

 

Das inscrições

 

Até o dia 18 de julho seguem abertas as inscrições para o ‘combo’ das três etapas, com valor promocional de R$ 120 para a corrida de 7 quilômetros, R$ 90 para a caminhada de 5 quilômetros e também R$ 90 para a corrida kid’s. O ‘combo’ garante a participação nos três eventos, sem nenhum outro custo adicional. “Depois desse prazo, as inscrições serão por etapas, no valor de R$ 50 cada prova”, detalha Alex Cavali.

 

História

 

A primeira Corrida na Roça aconteceu em 2016, como um projeto piloto, sendo o trajeto na área da instituição Esperança Cidade dos Meninos, no Distrito de Guaragi. E a partir de 2017, com a fundação da Cavali Pró Eventos, a Corrida na Roça passou a integrar o calendário de eventos esportivos da cidade, com objetivo de proporcionar saúde e entretenimento para toda a família. “Nessa época, ainda não havia a pretensão de fomentar o turismo, mas com o passar dos anos, com a aceitação e pela proporção que o evento foi tomando, é um caminho sem volta, pois anualmente temos recebido atletas de várias partes do Estado e do País”, descreve Kleber Cavali, um dos organizadores do evento.

 

Em maio de 2017 então o cenário da Corrida na Roça foi o Buraco do Padre, outro ponto turístico estruturado na cidade e de uma beleza indescritível. “E a cada ano eles ampliam e incrementam a estrutura e o Buraco do Padre tem conquistado visibilidade internacional”, enfatiza a turismóloga Karen Lidiane Kobilarz, responsável pelo projeto 2021 da Corrida na Roça, que foi aprovado pela Lei Municipal de Incentivo ao Turismo, da Secretaria Municipal de Turismo, e que apóia a captação de recursos para a realização das três etapas.

 

No primeiro evento oficial da Corrida na Roça, no Buraco do Padre, a Cavali Pró eventos contabilizou 377 participantes, dos quais 15% eram não só atletas, mas também turistas, que vieram de outros municípios do Paraná e do Brasil.

 

A segunda Corrida na Roça de 2017 aconteceu no dia 13 de agosto, foi a etapa Fazenda Pau Furado, que levou o público a se deslumbrar com as paisagens da propriedade de uma família tradicional na cidade, área localizada na Estrada do Kalinoski, entre Ponta Grossa e o município de Teixeira Soares.

 

E a partir da consolidação do evento, uma pesquisa realizada junto aos participantes, apontou que o público ansiava por um evento deste porte na Cachoeira da Mariquinha. E então a Cavali Pró eventos finalizou 2017 atendendo aos pedidos do público. Foram mais de 600 inscritos para a etapa Cachoeira da Mariquinha. “E este ano, nem mesmo as adaptações por conta da pandemia, poderão diminuir a exuberância do lugar”, destaca Kleber Cavali.

 

Em 2018 foram mais duas etapas. Na primeira, em maio, o palco foi a propriedade Safari’s Farm, em que o público pode apreciar flora e fauna rica entre os municípios de Ponta Grossa e Tibagi, e ainda depois da corrida aproveitar os passeios pelo recanto ecológico em meio à mata nativa, e ainda conhecendo a criação de antílopes e cervos, também tigres, lhamas e leões que a estrutura possui.

 

Em outubro de 2018 foi a etapa do Rio São Jorge, com largada e chegada na Capela Santa Bárbara, estrutura que revela detalhes históricos da Região dos Campos Gerais. Em 2019 a corrida da Roça teve uma proposta beneficente, em prol do Centro de Equoterapia dos Campos Gerais e em maio o palco da corrida foi a Estância Marruá. Depois foi a vez da etapa Recanto Botuquara, que mesmo com mau tempo, teve participação em peso dos atletas.

 

“Em todos os eventos, em média 30% dos participantes são atletas e turistas, que vêm de várias partes do Estado e do País, para conhecer os atrativos turísticos, e desde então nosso objetivo é proporcionar saúde, bem estar e promover as belezas da cidade Princesa dos Campos Gerais”, enfatiza Kleber Cavali.

 

E mesmo durante a pandemia, a Cavali Pró eventos não parou. Realizou as adaptações e foi uma das únicas empresas em Ponta Grossa a ter autorização para a realização de corridas ainda em período considerado pandêmico. “Tivemos que adaptar a programação, elaborar protocolo de saúde e se reinventar, mas conseguimos, e com sucesso, realizar a etapa Oak Bier em outubro de 2020 e etapa Fazenda Vila Velha em novembro de 2020.

 

A terceira etapa na Igreja do Cerradinho – Distrito de Itaiacoca que estava programada para dezembro de 2020, teve que ser adiada, e ocorreu este ano, em junho de 2021, devido às restrições da lei em extenso período de 2020.

 

Além do evento

 

O Parque Estadual de Vila Velha é cartão postal da cidade de Ponta Grossa e um dos principais atrativos turísticos do Paraná, e está aberto aos visitantes, também cumprindo protocolo por conta da pandemia. A Cavali Pró Eventos distribuiu as datas das corridas com objetivo de incentivar, ainda, que os atletas de outras cidades aproveitem a passagem pela cidade, e permaneçam por mais tempo, podendo assim conhecer mais da região. O Parque é aberto à visitação das 8 às 15 horas, de quarta até domingo, sem necessidade de agendamento. Entre as atrações estão os arenitos, as Furnas e a Lagoa Dourada, e ainda há atividades de arvorismo, tirolesa e balonismo. O parque é tombado pelo Departamento do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado desde 1966.