Chegou o Luminar Neo, com novos recursos para editar suas fotos de modo profissional.

A instalação sonora foi criada pelos artistas Guga Ferraz e Daniel Castanheira especialmente para a exposição “Rua! Após a exposição, a rampa foi remontada no pilotis do MAR

 

Até o final de outubro, os skatistas do Rio de Janeiro podem arriscar manobras na rampa montada no pilotis do Museu de Arte do Rio. Criada pelos artistas Guga Ferraz e Daniel Castanheira especialmente para a exposição “Rua!” no Pilotis, a rampa que estava dentro do museu está aberta ao público para utilização. O equipamento tem nove metros de comprimento e é acoplada a um sistema que amplifica os sons produzidos pelos skatistas. Além da rampa, o espaço é composto pelos lambes do coletivo Tupinambá Lambido e grafite do coletivo MP.

 

O público pode utilizar o espaço gratuitamente aos sábados e domingos, das 12h às 17h, mediante a presença do instrutor. São distribuídas 20 pulseiras por dia na bilheteria do museu, que dão direito ao uso da rampa por até 30 minutos.

 

A rampa chegou ao espaço na mesma semana dos Jogos Olímpicos, em Tokyo, que pela primeira vez teve o skate entre as modalidades. A brasileira Rayssa Leal ganhou a medalha de prata aos 13 anos.

 

Por conta da pandemia da Covid-19, o espaço está condicionado à lotação, respeitando as regras de distanciamento social recomendadas pelos órgãos de saúde. O uso de máscara é obrigatório. “O mês de outubro é uma excelente oportunidade para que os skatistas possam aproveitar o espaço e socializar novamente, já que seguimos todos os protocolos de segurança”, explica Sandra Sérgio, diretora executiva do MAR.

 

Inaugurada em janeiro de 2020, “Rua!” reuniu cerca de 80 obras, entre fotografias, vídeos, grafites e esculturas, de artistas integrantes da Coleção MAR, como Carlos Vergara, Evandro Teixeira, Paula Trope, Tiago Sant’Ana e Tia Lúcia, além de trabalhos de cinco grafiteiros convidados: Panmela Castro, Cruz, Rack, Ramo Negro e Coletivo I love MP. A curadoria foi assinada pela equipe do museu, sob a coordenação do curador-chefe, Marcelo Campos. A exposição foi  encerrada no dia 4 de julho e ganhou uma nova versão nos pilotis do museu em 24 de julho.

         

O Museu de Arte do Rio

 

Iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o Museu de Arte do Rio passou a ser gerido pela Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) desde janeiro deste ano, apoiando as programações expositivas e educativas do MAR a partir de um conjunto amplo de atividades para os próximos anos. “A OEI é um organismo internacional de cooperação que tem na cultura, na educação e na ciência os seus mandatos institucionais, desde sua fundação em 1949.

 

O Museu de Arte do Rio, para a OEI, representa um instrumento de fortalecimento do acesso à cultura, intimamente relacionado com o território, além de contribuir para a formação nas artes, tendo no Rio de Janeiro, por meio da sua história e suas expressões, a matéria-prima para o nosso trabalho”, comenta Raphael Callou, diretor e chefe da representação da OEI no Brasil.

 

Após o início das atividades em 2021, a OEI e o Instituto Odeon celebraram parceria com o intuito de fortalecer as ações desenvolvidas no museu, conjugando esforços e revigorando o impacto cultural e educativo do MAR, onde o Odeon passa a auxiliar na correalização da programação.

 

O Museu de Arte do Rio tem o Instituto Cultural Vale como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master e a Bradesco Seguros como patrocinadora, todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A Escola do Olhar conta com o apoio do Itaú, da Machado Meyer Advogados e da Icatu Seguros via Lei Federal de Incentivo à Cultura. Por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS, é também patrocinada pelo Grupo GPS, RIOgaleão, ICTSI Rio Brasil, ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) e HIG Capital. O Instituto Olga Kos patrocina os recursos de acessibilidade do MAR.

 

O MAR conta ainda com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e do Governo Federal do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

Mais informações em www.museudeartedorio.org.br