Para lutar contra a epidemia de covid-19, o Governo francês e as autoridades locais decidiram, no âmbito das respectivas competências, reforçar as condições de entrada no território da Polinésia Francesa para se proteger contra a variante OMICRON que se espalha pelo mundo.

 

Por conseguinte, especificaram por meio de um comunicado de imprensa hoje, 29 de dezembro, uma atualização das condições de entrada nas ilhas do Taiti para chegadas por transporte aéreo (sem alteração para o transporte marítimo).

 

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES

Todos os passageiros devem agora apresentar à transportadora aérea ao embarcar um resultado negativo de um RT-PCR ou teste de antígeno, realizado nas 24 horas anteriores ao embarque para a Polinésia Francesa.

 

As companhias aéreas devem garantir o cumprimento desta obrigação nacional, que atualmente se aplica a todos os territórios franceses ultramarinos.

Como o Ministério da Saúde da Polinésia Francesa recomenda fortemente a escolha de um teste RT-PCR, que é mais sensível à detecção de covid-19, observe os três cenários a seguir:

CASO 1: Apresentação de um RT-PCR realizado nas 24 horas anteriores, que é negativo antes do embarque (opção recomendada)

CASO 2: Se não for possível realizar um teste de RT-PCR em 24 horas, então,

 

É aconselhável que os viajantes apresentem prova de um teste de antígeno negativo feito nas 24 horas anteriores juntamente com um teste de RT-PCR feito nos 2 dias anteriores.

CASO 3: Se não for possível realizar um teste de RT-PCR em 2 dias, então,

 

Os viajantes podem apresentar um resultado negativo de um teste de antígeno feito nas 24 horas anteriores.

 

No entanto, neste caso, um teste RT-PCR será realizado na chegada às custas do viajante (preço dissuasivo a confirmar) a partir de 10 de janeiro de 2022.

 

Enquanto se aguardam os resultados deste teste, é solicitado que os viajantes respeitem estritamente os gestos de barreira e evitem qualquer contato não essencial.

 

TESTES ADICIONAIS À CHEGADA A TAITI

 

Na chegada ao Taiti, todos os viajantes são submetidos a testes adicionais realizados pelas autoridades.

 

Os resultados são enviados no prazo máximo de 72 horas por e-mail.

 

Os viajantes recuperam seus resultados de seus endereços de e-mail.

 

Esses resultados podem ser exigidos a qualquer momento pelas autoridades locais.

 

A não apresentação pode resultar em sanção ou multa.

Neste contexto, é importante que o viajante introduza, no seu formulário ETIS, um endereço de email correcto ao qual terá acesso durante a sua estada.

 

Os operadores turísticos e as agências de viagens devem ter esta informação em consideração caso preencham o formulário ETIS para os visitantes.

 

CRIANÇAS DE 12 ANOS E MAIS

 

A vacinação sendo acessível a crianças a partir de 12 anos, devem seguir o protocolo de viajantes adultos (vacinados ou não vacinados).

 

Essas novas formalidades serão atualizadas e publicadas em nosso site o mais breve possível: https://tahititourisme.com.br/pt-br/covid-19/, provavelmente serão alteradas nas próximas semanas,, por favor, volte sempre e antes da partida.