As formações calcárias disformes, inusitadas e coloridas realçadas pelo azul turquesa das águas do Lago General Carrera faz delas a mais bela das maravilhas naturais da Patagônia

cap78

Santuário da Natureza Capelas de Mármore. Foto: Viagem News

 

Com a maior parte de seu ecossistema bem preservado e ainda selvagem, a Patagônia também é conhecida por suas diversas maravilhas naturais de rara beleza que se transformaram em grandes atrações turísticas, tanto em território argentino quanto em território chileno. Difícil é dizer qual é a mais bela de todas. Mas, na Região de Aisén, no sul do Chile, uma dessas maravilhosas atrações se destaca como uma fascinante e singular obra prima da natureza: o Santuário da Natureza Capelas de Mármore, ou simplesmente Capelas de Mármore.

 

cap42

Santuário da Natureza Capelas de Mármore. Foto: Viagem News

 

O Santuário situado no belíssimo Lago General Carrera corresponde a um conjunto de cavernas composto pelas capela e catedral ilhadas e por outras cavernas encravadas nas encostas de um pequeno trecho às margens do lago. Apesar das capelas estarem próximas à icônica rodovia Carretera Austral, elas só são acessíveis por via aquática, através de caiaques ou pequenas embarcações que possam adentrar às cavernas. As embarcações partem de Puerto Río Tranquilo, um vilarejo singelo e um tanto pitoresco.

 

Esse vilarejo é a localidade mais próxima das capelas e conta com uma infraestrutura mínima suficiente para atender às necessidades dos visitantes. O tempo de navegação entre Puerto Río Tranquilo e o santuário dura cerca de 15 a 20 minutos e a paisagem no caminho é muito bonita. A duração total do passeio é de cerca de 1h30 minutos e a visitação depende das condições climáticas locais.

 

cap1 cap3

cap2

cap84

Cais do porto de onde saem os barcos para as Capelas de Mármore. Fotos: Viagem News

 

cap6 cap7

cap8

cap19

Navegando no belíssimo Lago General Carrera. Fotos: Viagem News

 

As Capelas de Mármore são formações rochosas calcárias resultantes das ações erosivas das águas do lago e do vento ao longo de milênios. E estão protegidas por lei desde o ano de 1994, quando foram declaradas Santuário da Natureza.

 

Essas rochas de carbonato de cálcio apresentam texturas rugosas ou porosas, são disformes e inusitadas. Suas cores variadas mudam de tonalidade conforme a luz do dia e a época do ano, e o azul turquesa das águas límpidas do Lago General Carrera, realça o santuário tornando-o espetacular! E quando vistas em conjunto com as montanhas nevadas ao fundo e com o céu ora em tons de azul, ora com nuances púrpura, cria-se uma composição perfeita, fazendo dela a mais bela das maravilhas naturais da Patagônia.

 

cap38

 

cap83

cap10

cap11

cap13 cap16

cap14

cap33 cap34

cap35

cap31

cap24

cap23

cap25

cap26

cap29

cap82

cap36

cap37

cap80

cap41

cap47

 

cap46

 

cap45 

cap55

cap56 cap59

cap61          cap63

 

cap66

cap68

cap72

cap76

cap75

 

cap79

Santuário da Natureza Capelas de Mármore. Fotos: Viagem News

 

Sob determinados ângulos, as paredes rochosas parecem telas pintadas à mão. E quando elas são vazadas permitindo avistar as paisagens por detrás delas, parecem com janelas abertas nas rochas.

 

cap43 cap44

cap52 cap51

cap28 cap27

cap53 cap54

As paredes com suas cores e formas parecem telas que foram desenhadas e pintadas à mão. Fotos: Viagem News

 cap49

cap74

cap64

As aberturas nas paredes das cavernas parecem janelas através das quais podemos ver as lindas paisagens do outro lado. Fotos: Viagem News

 

Além das cavernas, da catedral e da capela, o santuário possui outras atrações curiosas e impressionantes como uma rocha com uma “múmia” esculpida pela natureza, rochas com formatos de cabeças de cachorro e urso, formas de animais como elefante, tartaruga, entre outras.

 

Tente achar a múmia na foto abaixo:

 

cap39

Foto: Viagem News

 

Não achou? Veja no detalhe:

 

cap40

Em destaque na foto, a formação rochosa parecida com uma múmia na posição deitada com a cabeça do lado esquerdo. Foto: Viagem News

 

cap32

cap30

Rochas com formas parecidas com cabeças de animais. Fotos: Viagem News

 

cap21

cap22

cap81

 

cap17

 

Fotos: Viagem News

 

Puerto Río Tranquilo

 

cap111

 Puerto Río Tranquilo. Foto: Viagem News

 

Fundado em 1955, esse pequeno povoado de apenas 500 habitantes, pode chegar a receber 2.500 habitantes por dia na alta temporada. A economia é baseada na criação pecuária e produtos derivados, serviços e mais recentemente no turismo. O clima é frio e ventoso e não muito úmido por estar localizado na vertente oriental da Cordilheira dos Andes. Apesar disso, chove frequentemente durante o ano todo.

 

cap114

Foto: Viagem News

 

Além do Santuário da Natureza Capelas de Mármore, há muitas outras atrações e atividades turísticas para se desfrutar ao redor: Lago General Carrera, ventisqueros, Laguna San Rafael, Laguna Leones, Vale Exploradores onde há o Glaciar Exploradores, navegação, pesca esportiva, cavalgadas, caiaque, entre outras. A oferta de produtos é limitada devido ao povoado estar localizado num lugar remoto e a população ser escassa. A única antena de celular que possui sinal no setor é a da empresa Entel. Em Puerto Tranquilo há um posto rural, uma delegacia de polícia, um posto de gasolina, um escritório da CONAF - Corporação Nacional Florestal, pousadas, camping, agências de turismo e alguns serviços comerciais.

 

cap119

Embarcações na foz do Río Tranquilo. Foto: Viagem News

 

cap121

Praça de Puerto Río Tranquilo. Foto: Viagem News

 

cap95

Capela Padre Antônio Ronchi 1939-1997. Foto: Viagem News

 

cap110

Trecho da Carretera Austral. Foto: Viagem News

 

cap94

Agências de Turismo que fazem excursões para as atrações na região. Foto: Viagem News

 

cap122

Sede da Corporação Nacional Florestal em Puerto Río Tranquilo. Foto: Viagem News

 

cap91 cap92

cap131

Orla da prainha no Lago General Carrera. Fotos: Viagem News

 

cap88

cap89

cap123

Puerto Río Tranquilo. Fotos: Viagem News

 

cap87

Carretera Austral em Puerto Río Tranquilo. Foto: Viagem News

 

Em fevereiro, comemora-se o aniversário da cidade e em outubro acontece o evento cultural “Encontro de Acordeão e Violão”.

 

Onde comer

 

Em Puerto Río Tranquilo há alguns restaurantes que oferecem bons pratos. Almoçamos no Las Parvas que fica bem na Carretera Austral em frente à orla do Lago General Carrera onde ficam as embarcações que levam os visitantes às Capelas de Mármore. A comida é muito boa e o atendimento também. Na questão de higiene, a cozinha, banheiro e salão do restaurante estavam bem limpos.

 

cap116

cap118

cap124 cap129

cap132

cap128 cap125 cap127

cap126

Restaurante Las Parvas. Fotos: Viagem News

 

O que levar

 

Além de algum equipamento para tirar fotos ou gravar imagens, é recomendável levar uma capa de chuva, e, se possível, vá com calça impermeável ou de tecido de secagem rápida, pois o clima nessa região da Patagônia é muito instável e as chuvas são frequentes.

 

Como chegar

 

Aqueles que forem de carro próprio ou alugado, devem pegar a rodovia Carretera Austral Ruta 7 até Puerto Río Tranquilo e então, contratar o passeio de barco que leva até a atração turística. As empresas que oferecem o passeio estão localizadas no trecho da Carretera Austral em frente à pequena orla do Lago General Carrera onde ficam as embarcações ou em ruas transversais e paralelas próximas.

 

Já para aqueles que não quiserem se preocupar com nada, inclusive dirigir, a melhor opção é adquirir uma excursão com tudo incluso. Há hotéis e lodges na região que oferecem pacotes de excursão para as Capelas, incluindo traslado para os turistas que desembarcam no Aeroporto de Balmaceda, o principal da região. Um ótimo exemplo disso é o Hotel Loberías del Sur, um dos melhores hotéis da Região de Aisén, que oferece hospedagem, excursões e passeios para as principais atrações turísticas patagônicas, ou seja, o pacote completo. O Viagem News visitou o Santuário da Natureza Capelas de Mármore a convite do hotel.

 

A excursão do Loberías del Sur ao santuário é feita em dois dias e inclui um pernoite num dos bonitos lodges localizados nos setores de Puerto Bertrand ou Puerto Guadal, como o aconchegante Mallin Colorado Ecolodge. No trajeto de volta, é feita uma parada no Cemitério Municipal de Bahía Murta, para que os turistas possam conhecer de perto uma tradição local: os mortos são enterrados em túmulos que são cópias fiéis das casas onde viviam. Acredita-se que assim, os mortos descansem em paz, uma vez que estarão no coração de seus lares. Confira todas as informações desta excursão no site do hotel.

 

cap99 cap104

cap100 cap101

cap102

Cemitério Municipal de Bahía Murta. Fotos: Viagem News

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar